Ícone do site Logo ali

São Paulo é logo ali!

Ok, nasci em São Paulo, ou melhor: Sampa! Esse pode ser o motivo do meu favoritismo. Mas é tão fácil falar dessa cidade, tamanha sua pluralidade seja em gastronomia, cultura, arte, enfim, Sampa é demais “meu”!

Mas vamos deixar minha origem de lado e seguir com meus olhares de viajante. Os números de São Paulo impressionam: mais de 12 milhões de habitantes, o que a coloca entre as maiores cidades do mundo.  Mais de 40 colônias imagrantes sendo que na paulicéia estão as maiores populações de origem portuguesa, italiana, japonesa, espanhola e libanesa fora de seus respectivos países. E vamos dar destaque também aos nordestinos que têm uma representatividade enorme e fazem parte da história da cidade. Dados esses que fazem de São Paulo a cidade mais multicultural do Brasil. Sem contar com os mais de 12 mil restaurantes, 100 museus, 60 parques, enfim, não deixa nada a desejar nos quesitos gastronomia, arte e entretenimento.

Obviamente, como em toda cidade grande, não é em uma viagem que se conhece Sampa. Ela merece ser explorada e apreciada. Minha dica é a mesma que dou para Nova York, escolha uma região como foco e explore aquele pedacinho. No caso de São Paulo, com o trânsito caótico e sistema de transporte público precário, querer circular entre norte-sul, leste-oeste vai ser uma das maiores perdas de tempo da vida.

Pessoalmente, sou muito fã da zona Oeste, principalmente os bairros de Pinheiros e Vila Madalena. Tem coisa nova chegando no Ipiranga, que está virando um novo hot spot na cidade e vale a pena conferir. E claro os clássicos como Jardins e Itaim que são bairros tradicionais e cheios de coisas boas e diversificadas.

Com tudo isso, dá para ignorar um pouco a fama de que São Paulo é apenas um grande centro financeiro com poucas opções para o turista. Olha aí outro estereótipo que precisa ser eliminado. Claro que desde sua fundação, em 1554, a cidade sempre teve importância política e econômica e, com o ciclo do café e a industrialização, Sampa cresceu tanto que virou a maior cidade do país e segue nesse posto até hoje. Mas não dá para dizer que um lugar com 12 milhões de pessoas é só isso, né galera?

Como todos os lugares, por ali há coisas boas e ruins. Violenta? Infelizmente sim. Mas não tanto como algumas pessoas dizem. Trânsito caótico? Verdade. E aqui não tem nenhuma defesa. O trânsito de São Paulo é uma merda. Divertida? Opa! Diversão é com ela mesma. E com tantas culturas e movimentos, há para todos os gostos, ritmos e idades.

Enfim, São Paulo é a cidade da riqueza, da pobreza, do stress, da calmaria, do luxo e do lixo. Como diria Caetano, é o avesso do avesso do avesso do avesso que a gente ama horrores!

E você? Conta aí sua opinião sobre Sampa! Vou adorar saber!!!

Um monte de beijos 😉

E o que é esse Teatro Municipal gente? 😍
Sair da versão mobile